NATURA XURÉS GERÊS
 
A ADERE-Peneda Gerês, candidatou-se durante o ano de 2008, ao Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal (POCTEP), no âmbito do projeto de Gestão Conjunta do Parque Natural Baixa Limia Serra do Xurés – Parque Nacional da Peneda-Gerês.
O projeto Natura Gerês (acrónimo), que teve como chefe de fila a Xunta de Galicia através da Conselleria de Médio Ambiente e Desenvolvimento Sostible, obteve parecer favorável do Secretariado Técnico Central do POCTEP, tendo-se iniciado em janeiro de 2009. A conclusão dos trabalhos deu-se em maio de 2012. 
Foi também parceiro deste projeto, o Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade, Ip / Parque Nacional da Peneda-Gerês (ICNB/PNPG).
Este projeto visou proteger preservar e integrar os recursos naturais da Euro região Galiza – Norte de Portugal, promovendo nos espaços protegidos transfronteiriços um desenvolvimento sustentável e a conservação da biodiversidade, valorizando os recursos ambientais comuns, tendo surgido como consequência de reuniões institucionais e de trabalho  realizadas entre os parceiros no âmbito das relações bilaterais existentes. 
Procurou-se com o mesmo valorizar e integrar o património natural protegido transfronteiriço, melhorando a integração institucional e operativa dos organismos responsáveis pela gestão dos espaços protegidos do território comum. Por outro lado, foi também objetivo do projeto Natura Xurés Gerês, favorecer o desenvolvimento económico da região, potenciando e valorizando produtos turísticos comuns, que tenham por base recursos ambientais endógenos, fomentando um destino turístico sustentável de qualidade e um tecido de agentes económicos locais.
Para isso, foram desenvolvidas um conjunto de ações que promoveram o conhecimento e gestão conjunta dos recursos ambientais e ecológicos do Parque Natural Baixa Limia Serra do Xurés – Parque Nacional da Peneda-Gerês, promovendo também o ordenamento do território através de planos de ação conjunta e estratégias de exploração e valorização dos recursos endógenos ambientais e do seu uso público. 
A ADERE-Peneda Gerês, participou neste projeto, na Atividade 3 – “Aproveitamento e valorização dos recursos endógenos” sob a coordenação do ICNB/PNPG e em colaboração com os sócios do mesmo, tendo tido intervenção direta nas seguintes ações:
1 – Implementação de trilhos pedestres transfronteiriços, elaboração de guias e reforço da sinalização
Com esta ação, pretendeu-se articular as redes de percursos pedestres existentes nos dois territórios, promovendo-os conjuntamente de modo a otimizar a oferta existente.
Para isso, procurou-se alterar alguns percursos no sentido de os transformar em transfronteiriços, ou seja, permitir que sejam feitos a partir de Portugal ou da Galiza, sinalizando-os devidamente e adequando, em alguns pontos o percurso a fazer.
Por outro lado, foram analisados, sinalizados, infraestruturados e produzida informação em várias linguas sobre cerca de 70 km de novos percursos permitindo assim a criação de dois novos trilhos transfronteiriços denominados de Trilhos Transfronteiriços Gerês Xurés: o Trilho do Laboreiro, na serra transfronteiriça do Laboreiro que acompanha o Rio Laboreiro, e o Trilho do Abade, que recorda o antigo trilho do Abade do Mosteiro de Santa Maria de Júnias que atravessava a fronteira para dar missa em freguesias portuguesas e galegas.
2 – Elaboração de um programa de eventos transfronteiriços nos centros de interpretação:
A implementação desta ação visou conjugar o gosto pelas atividades artísticas e culturais com a necessidade de alertar para a preservação da natureza.
No âmbito desta ação, foram desenvolvidos dois programas de animação do território: um denominado de Musica Natura Xurés Gerês, incluiu a realização de 4 eventos no território do Parque Natural de Baixa Limia Serra do Xurés. O outro, denominado de Festival Folk Celta decorreu no território do Parque Nacional da Peneda-Gerês.
O programa “Musica Natura Xurés-Gerês”, desenvolveu-se em três localidades do território do Parque Natural Baixa Limia Serra do Xurés:
- Em Muiños, um Concerto de Quarteto de Clarinetes, realizado no dia 07 de agosto;
- Em Lóbios, um Concerto de Flauta e Guitarra realizado no dia 11 de agosto e um Concerto de Ensemble de Trompetes, realizado no dia 12 de agosto;
- Em Entrimo, um Concerto de de Quarteto de Metais também realizado no dia 12 de agosto.
As datas e os locais selecionados foram articulados com o Beneficiário Principal e com os diversos Alcaides das comarcas envolvidas.
No território do Parque Nacional da Peneda-Gerês, foi promovido o Festival Folk Celta, evento que decorreu em Ponte da Barca, com o seguinte programa:
- No dia 14 de agosto, contou com a participação dos Keympa e da Brigada Vitor Jara;
- No dia 15 de agosto, contou com a participação dos Lufa Lufa e dos Luar na Lubre.
Este evento teve uma elevada afluência de público, com mais de 5000 pessoas por noite.
A implementação desta ação permitiu a dinamização e promoção do Parque Transfronteiriço, atraindo novos públicos para estes espaços. Este evento promoveu também a disseminação da cultura transfronteiriça nos dois territórios tendo também permitido levar “outras músicas” aos habitantes locais.
3 – Publicação de um Guia do Habitante:
Foi produzido um Guia do Habitante com informações relevantes sobre o território Transfronteiriço, ao nível ambiental, patrimonial e arquitetónico, que permita dar a conhecer aos residentes aspetos importantes sobres as zonas onde residem e circundantes e, alertar para questões da conservação e valorização deste território.
 
4 – Criação de guias e monitores ambientais:
Com esta atividade, organizou-se um programa de formação para Guias de Baixa Montanha, que pudesse decorrer no território transfronteiriço e que abordasse temáticas referentes ao mesmo. Esse programa foi implementado, recorrendo a formadores com muita experiência nas matérias.
Em março de 2012, foram entregues Certificados de Formação Profissional de Guias de Baixa Montanha aos 20 formandos que concluíram o curso, sendo 2 de nacionalidade espanhola e 18 de nacionalidade portuguesa.
5 – Promoção dos alojamentos existentes no Parque Natural Baixa Limia Serra do Xurés na CR da ADERE-Peneda Gerês:
Com esta ação, criou-se uma imagem promocional com a oferta turística integrada do território transfronteiriço. Essa imagem seria depois integrada de forma transversal a todos os produtos criados no âmbito deste projeto (brochura, stand, site).
6 – Elaboração de uma exposição conjunta de divulgação do Parque transfronteiriço e participação conjunta em eventos
Pretendia-se com esta ação realizar um grande evento transfronteiriço e participar em pequenas feiras de forma conjunta e articulada.
Foi opinião dos parceiros do projeto que a realização de um grande evento transfronteiriço não constituía a melhor forma de promoção do território dada a baixa alocação financeira da ação, a pouca visibilidade fora do território, e a não fidelização dos visitantes, pois não haveria forma de promover um segundo evento num curto espaço temporal.
Optou-se por outro tipo de abordagem, promovendo a participação do território transfronteiriço em feiras subordinadas ao Turismo, mas com grande representatividade em termos nacionais e internacionais.
Neste enquadramento, a ADERE-Peneda Gerês, representou o Parque Transfronteiriço Gerês-Xurés nos seguintes eventos:
- na Feira Internacional de Turismo de Lisboa – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu em Lisboa de 13 a 17 de janeiro de 2010, participação essa que redundou num enorme sucesso, com inúmeras solicitações de informações, material promocional e contactos nos cinco dias em que a Feira se prolongou;
- na Turexpo Galicia, que decorreu em Silleda de 25 a 27 de março de 2011, participação essa que permitiu a conhecer o projeto assim como os parceiros e o território transfronteiriço aos visitantes da feira e a um conjunto de 35 tours operatours inscritos na Bolsa de Contratação Turística e que demonstraram interesse em conhecer o território;
- Na Feira Vida, Natura e Desporto, que decorreu de 28 de abril a 01 de maio na EXPONOR – Porto, e que permitiu dar a conhecer o território a uma região metropolitana com mais de 1 milhão de habitantes e que fica a cerca de uma hora e meia de carro do território;
- Na 1ª Feira de Sustentabilidade Urbana de Bragança, que decorreu em Bragança de07 a09 de junho de 2011 e que da qual resultaram várias solicitações de informações, procura de material promocional e contactos profissionais no decorrer dos dois dias de feira em que a ADERE-PG pude participar;
- Na 14ª edição da Expogalaecia, que decorreu no IFEVI – Instituto Ferial de Vigo (Galicia) de 29 de outubro a 01 de novembro de 2011 e que da qual resultaram várias solicitações de informações, procura de material promocional e contactos profissionais no decorrer dos quatro dias de feira em que a ADERE-PG pude participar.
- na BTL Rural – Feira Internacional de Lisboa, que decorreu em Lisboa de 28 a 04 de março de 2011 e que da qual também resultaram várias solicitações de informações, procura de material promocional e contactos profissionais.
7 – Criação de uma pagina internet transfronteiriça
Inserido no Plano de comunicação do projeto, optou-se pela criação de um micro site, ligado diretamente aos sites já existentes e que fomentasse a promoção integrada da oferta turística do Parque Transfronteiriço Gerês Xurés.
O visitante, ao entrar no micro-site, ficaria com uma visão geral do património natural, das atividades de animação turística, da gastronomia, do património cultural e do alojamento que o território transfronteiriço no seu conjunto oferece.
A imagem promocional criada no âmbito deste projeto foi utilizada como base para a criação do layout do site.
Pode encontrar o site em http://adere-pg.pt/xures/
8 – Promoção de intercâmbio transfronteiriço de experiência para a população local.
Esta ação visava permitir à população local residente no Parque Transfronteiriço uma troca de experiências sobre os modos de vida, tradições e costumes bem como dar a conhecer as necessidades de cada Parque.
Apesar de próximos em termos geográficos, os residentes raramente se deslocam dentro do território, sendo desconhecedores da riqueza natural e cultural que encerra a região.
No âmbito deste projeto a ADERE-Peneda Gerês realizou três visitas:
- a primeira visita, com um grupo de 40 proprietários de alojamentos turísticos nas regiões do PNPG, ao Parque Natural Baixa Limia Serra do Xurés. O grupo foi recebido pelo D. António Mosquera na sede do PNBLSX, tendo de seguida visitado uma serie de empreendimentos turísticos na área de Lóbios. De salientar durante a tarde a visita à aldeia de Salgueros, que a Junta da Galiza se encontra a recuperar para fins turísticos na sua totalidade. A visita terminou com um pequeno seminário organizado por um proprietário espanhol, que procurou criar um debate transfronteiriço sobre a situação do turismo na região;
- a segunda visita foi realizada a pedido do Diretor do Parque Natural Baixa Limia Serra do Xurés, tendo visitado um projeto que a ADERE-Peneda Gerês se encontrava a implementar no Planalto da Mourela, em Montalegre. Esta visita contou com a presença do Diretor do PNBLSX, de um técnico do PNBLSX e da técnica da ADERE-Peneda Gerês responsável pela implementação do projeto. Essa visita permitiu uma troca de boas-práticas, na gestão de urzais e giestais, práticas essas muito utilizadas no território do Parque transfronteiriço;
- a terceira visita contou com a participação de 19 Guias de Baixa Montanha e acompanhantes, tendo realizado uma visita ao Parque Natural Baixa Limia Serra do Xurés. O grupo foi recebido pelo D. António Mosquera na sede do PNBLSX, tendo de seguida realizado um trilho pedestre representativo dos valores culturais e naturais do Parque. A visita foi devidamente programada e articulada com os serviços do PNBLSX.
 
Adere © 2012. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Netgócio ®